Aprenda AGORA Português

Exercício de intepretação de poema - Pescaria


Sem muitas apresentações, este é um exercício aplicado numa 5ª série. Trata das características do poema, dentre elas a versificação. No final, há uma sugestão de proposta de redação sobre o tema. Bom trabalho. 

pescaria_perigosa

Após ler o poema, responder as questões que se encontram abaixo.



PESCARIA
Cesto de peixes no chão
Cheio de peixes o mar
Cheiro de peixes pelo ar
E peixes no chão.
Chora a espuma pela areia,
Na maré cheia.
As mãos do mar vêm e vão,
As mãos do mar pela areia
Onde os peixes estão.
As mãos do mar vêm e vão,
Em vão
Não chegarão
Aos peixes do chão
Por isso chora, na areia,
A espuma da maré cheia.

Pra facilitar o trabalho de responder às questões, numere as estrofes e os versos do poema.

1) Responda:
a) Quantos versos há no poema e em quantas estrofes eles se distribuem?
b) A palavra central do poema é "peixe". Por isso é a mais repetida, além de ter alguns dos seus sons ecoando em outras palavras. Que sons são esses?

2) No poema "Trem de Ferro", de Manuel Bandeira, percebemos que o trem possui características humanas: era dele a voz que falava no poema, pedindo por exemplo, ao foguista, que alimentasse o fogo da fornalha e lhe desse força para a viagem:

"Bota fogo/ na fornalha/ que eu preciso/ muita força".

a) Que elemento da natureza possui características humanas no poema de Cecília Meireles? Identifique estas características.
b) Releia o poema e explique a última estrofe: por que a espuma chora, na areia?

3) Quais são as sílabas fortes nos versos? E as fracas?

4) Escreva um história de 10 linhas sobre um peixe que conseguiu escapar das redes dos pescadores. Para isso, você deve :
-    criar um nome para o peixe,
-    revelar algumas de suas características,
-    revelar como e por que o peixe conseguiu não ser capturada.

Gostaria de receber nossa newsletter e brindes exclusivos?

Nenhum comentário :

Postar um comentário