Aprenda AGORA Português

20 exercícios de múltipla escolha sobre concordância


Neste post, trago 20 bons exercícios para serem usados em avaliações de concordância. As respostas corretas, isto é, o gabarito das questões de avaliação de concordância estão em negrito.

1) Assinale a alternativa correta quanto à concordância:
a) Com total prazer, estudaria as literaturas francesa e inglesa.
b) Todas as recomendações seguem anexo à carta.
c) Comprou arreio e sela novas para o cavalo.
d) É necessário a cautela para não feri-los.
e) Aquele velho tinha o cabelo e a barba escuras.

2) Assinale a alternativa que preenche corretamente as lacunas: " Depois de deixar .......................... alguns pontos, a exposição das teorias .............................. "
a) evidente - tornaram-se satisfatória
b) evidente - tornaram-se satisfatórias
c) evidentes - tornou-se satisfatórias
d) evidente - tornou-se satisfatória
e) evidentes - tornou-se satisfatória

3) Opção incorreta quanto à concordância nominal:
a) O bilhete e as cartas estavam anexos ao processo.
b) Vão anexos os documentos.
c) Seguem anexo as cópias.
d) Os documentos devem ser enviados anexos à carta.
e) Remetemos anexas as provas.

4) Assinale a alternativa incorreta quanto à concordância nominal:
a) O narrador pulou longos páginas e capítulos.
b) Ele pulou longos capítulos e páginas.
c) Ele escreveu capítulos e páginas compactas.
d) Ele escreveu capítulos e páginas compactos.
e) Ele escreveu páginas e capítulos compactos.

5) O adjetivo não está corretamente empregado na concordância em:
a) Eis teu romance: fantástico enredo e personagens, mas estilo pobre e imaturo.
b) No porto vimos com espanto as esquadras inglesas e soviéticas unidas.
c) Precisa-se de moça e rapaz devidamente habilitados.
d) Fiel aos deveres paternal e fraternal, ambos silenciavam.
e) A flor e o fruto saboroso não existem.

6) Assinale a frase incorreta considerando que o adjetivo em função de predicativo deve concordar no plural:
a) O caipira e sua mulher ficam desconfiados.
b) Tenho o réu e seu comparsa como mentiroso.
c) Lúcio e Vera caminhavam amuados, lado a lado.
d) Tenho por mentirosos o réu e seu cúmplice.
e) Julguei-os capacitados, o aluno e a aluna.

7) Quanto à concordância nominal, preencha as lacunas das frases:

(I) Era talvez meio-dia e .......................quando fora preso.
(II) Decepção é ..............................para fortalecer o sentimento patriótico.
(III) Apesar da superpopulação do alojamento, havia acomodações.............................para os homens.
(IV) Os documentos dos candidatos seguiram............................ às fichas de inscrição.
(V) As fisionomias dos homens eram as mais desoladas ................................naquele cortejo.
a) meia - bom - bastantes - anexos - possíveis
b) meio - bom - bastantes - anexo - possíveis
c) meia - boa - bastante - anexo - possível
d) meio - boa - bastante - anexos - possível
e) meia - bom - bastantes - anexo – possível

8) Observando a concordância nominal nas frases:

(I) É necessário compreensão.
(II) A compreensão é necessária.
(III) Compreensão é necessário.
(IV) Para quem a compreensão é necessário?

Verificamos que:
a) apenas a I e a IV estão erradas
b) apenas a II e a III estão erradas
c) apenas a IV está errada
d) apenas a II está certa
e) todas estão certas

9) Quanto ............................. interferências ................................ , melhor .............................
a) menas, existirem, serão
b) menas, existirem, será
c) menas, existir, será
d) menos, existir, serão
e) menos, existirem, será

10) Qual alternativa preenche as lacunas abaixo corretamente?

Segue _____ uma cópia do soneto composto pela ______ -poetisa, no qual a autora tenta imitar o grande Bilac, usando as ______ imagens.
a) anexo, pseudo, mesmas
b) anexa, pseuda, mesmas
c) anexa, pseudo, mesma
d) anexa, pseudo, mesmas
e) anexo, pseuda, mesmas

11) (Pucsp 1999) - A expressão "deletar um arquivo de computador" não é mais jargão de quem lida com informática. O termo já se tornou uma palavra da língua portuguesa escrita no Brasil.
Ele faz parte de um conjunto de cerca de 6.000 novas palavras incluídas na recente edição do "Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa", lançando pela Academia Brasileira de Letras (ABL). Além de reconhecidas, as novas palavras passam a ter uma grafia oficial definida.
Agora são aceitas expressões como "deletar um arquivo", "assistir a uma teleconferência" e até "tomar suco de acerola", frutinha comum no mercado, mas rara nos dicionários.
Também foram incluídos "Internet", "intranet", "scanear", "mouse", "teleducação" e "acessar", entre outros já de uso corrente. Eles se somam às 400 mil palavras da primeira edição do vocabulário, de 1982.
Diferentemente de um dicionário, que explica o significado de um termo, um vocabulário apenas relaciona palavras. Seu objetivo é consolidar a grafia delas (o modo como são escritas), classificá-las segundo o gênero (masculino ou feminino) e categoria morfológica (substantivo, adjetivo etc). É também um instrumento normatizador oficial, por ser da Academia. (...)
Mas, para um termo ser aceito como uma palavra, não basta que ele seja usado por um grupo de pessoas. Além da difusão, é preciso que ele substitua outro em determinada área. É o caso de "deletar", explica Antônio José Chediak, coordenador da equipe que fez o vocabulário.
O mesmo não ocorre com "printar". "Em português, existe a palavra imprimir. Julgamos que o uso de "printar" não é amplo o suficiente para incorporá-lo como palavra nova", diz Arnaldo Niskier, presidente da Academia Brasileira de Letras.
A diferença entre os dois casos é explicada por um limite: a manutenção da identidade de uma língua. "É preciso estar aberto à globalização, evitando exageros."
(FOLHA DE S. PAULO, 10/09/98)

"Além da difusão, é preciso QUE ELE SUBSTITUA OUTRO EM DETERMINADA ÁREA."

No excerto anterior, a oração em destaque poderia sofrer alteração com o uso de um substantivo.
I - Além da difusão, é preciso a substituição de outro em determinada área.
II - Além da difusão, é preciso substituição de outro em determinada área.
III - Além da difusão, é precisa a substituição de outro em determinada área.

De acordo com as regras de concordância do padrão culto da língua, mantendo o mesmo valor semântico, pode-se afirmar que, apenas,
a) I está correto.
b) II está correto.
c) III está correto.
d) I e II estão corretos.
e) I e III estão corretos.

12) (Cesgranrio 1993) - O POETA COME AMENDOIM - TEXTO I

Noites pesadas de cheiros e calores amontoados...
Foi o sol que por todo o sítio imenso do Brasil
Andou marcando de moreno os brasileiros.

Estou pensando nos tempos de antes de eu nascer...

A noite era pra descansar. As gargalhadas brancas dos mulatos...
Silêncio! O Imperador medita os seus versinhos.
Os Caramurus conspiram à sombra das mangueiras ovais.
Só o murmurejo dos cre'm-deus-padre irmanava os
[ homens de meu país...
Duma feita os canhamboras perceberam que não tinha
[mais escravos,
Por causa disso muita virgem-do-rosáriõ se perdeu...

Porém o desastre verdadeiro foi embonecar esta República temporã.
A gente inda não sabia se governar...
Progredir, progredimos um tiquinho
Que o progresso também é uma fatalidade...
Será o que Nosso Senhor quiser!...

Estou com desejos de desastres...
Com desejos do Amazonas e dos ventos muriçocas
Se encostando na canjerana dos batentes...
Tenho desejos de violas e solidões sem sentido...
Tenho desejos de gemer e de morrer...

Brasil...
Mastigado na gostosura quente do amendoim...
Falado numa língua curumim
De palavras incertas num remeleixo melado melancólico...
Saem lentas frescas trituradas pelos meus dentes bons...
Molham meus beiços que dão beijos alastrados
E depois semitoam sem malícia as rezas bem nascidas...

Brasil amado não porque seja minha pátria,
Pátria é acaso de migrações e do pão-nosso onde Deus der...
Brasil que eu amo porque é o ritmo no meu braço aventuroso,
O gosto dos meus descansos,
O balanço das minhas cantigas amores e danças.
Brasil que eu sou porque é a minha expressão muito engraçada,
Porque é o meu sentimento pachorrento,
Porque é o meu jeito de ganhar dinheiro, de comer e de dormir.
(Mário de Andrade. POESIAS COMPLETAS. S.P.: Martins, 1996. p. 109-110)

TEXTO II

A política é a arte de gerir o Estado, segundo princípios definidos, regras morais, leis escritas, ou tradições respeitáveis. A politicalha é a indústria de explorar o benefício de interesses pessoais. Constitui a política uma função, ou o conjunto das funções do organismo nacional: é o exercício normal das forças de uma nação consciente e senhora de si mesma. A politicalha, pelo contrário, é o envenenamento crônico dos povos negligentes e viciosos pela contaminação de parasitas inexoráveis. A política é a higiene dos países moralmente sadios. A politicalha, a malária dos povos de moralidade estragada.
(Rui Barbosa. Texto reproduzido em ROSSIGNOLI, Walter. "Português: teoria e prática". 2. ed. São Paulo: Ática, 1992. p. 19)

"Noites pesadas de CHEIROS e CALORES amontoados..." (Texto I, verso 1). Aponte a opção em que, substituídos os substantivos em destaque, fica INCORRETA a concordância de amontoado:
a) nuvens e brisas amontoadas.
b) odores e brisas amontoadas.
c) nuvens e morros amontoados.
d) morros e nuvens amontoados.
e) brisas e odores amontoadas.

13) (Uelondrina 1997) - Assinale a letra correspondente à alternativa que preenche corretamente as lacunas da frase apresentada.

As delegações .......... que .......... participar dos jogos chegarão amanhã.
a) latinas-americanas - vêem
b) latinas-americanas - vem
c) latino-americanas - vêm
d) latinos-americanas - vêm
e) latinos-americanas – vem

14) (Puccamp 1997) - A frase em que a concordância nominal está INCORRETA é:
a) As ferramentas que julgo necessárias para você consertar o motor, ei-las nesta caixa; deixo anexa, para seu próprio controle, uma relação delas.
b) É realmente louvável os esforços que vocês empreenderam para nos ajudar, portanto, qualquer que sejam os resultados, agradecemos muito.
c) Questões político-econômicas envolvem amplo debate, logo não considere inaceitáveis algumas indefinições referentes a esses pontos.
d) Muitas pesquisas recentes tornaram superadas algumas afirmações sobre a língua e a literatura portuguesas.
e) Passadas cerca de duas semanas, foram conhecidos os resultados do concurso que premiou o artista mais destacado do carnaval e de outras folias cariocas.

15) (Ita 1997) - Assinale a opção que completa corretamente as lacunas do texto a seguir:

"Todas as amigas estavam _______________ ansiosas _______________ ler os jornais, pois foram informadas de que as críticas foram ______________ indulgentes ______________ rapaz, o qual, embora tivesse mais aptidão _______________ ciências exatas, demonstrava uma certa propensão _______________ arte."
a) meio - para - bastante - para com o - para - para a
b) muito - em - bastante - com o - nas - em
c) bastante - por - meias - ao - a - à
d) meias - para - muito - pelo - em - por
e) bem - por - meio - para o - pelas – na

16) (Fei 1997) - Assinale a alternativa em que haja erro de concordância:
a) Terminadas as aulas, os alunos viajaram.
b) Esta maçã está meia podre.
c) É meio-dia e meia.
d) Dinheiro, benefícios pessoais, chantagens, nada podia corrompê-lo.
e) Ajudaram no trabalho amigos e parentes.

17) (Cesgranrio 1992) - Qual a única concordância nominal indicada entre parênteses ACEITA pela norma culta?
a) Essa entidade beneficente está aceitando qualquer tipo de roupa usada e até de óculos_______ (velho)
b) Esses diretores não costumam aceitar nossas reivindicações, _______ que sejam elas. (qualquer)
c) Pode-se ver do alto daquele prédio as bandeiras_______ (brasileira e portuguesa)
d) _______reclamações foram feitas sobre o descaso das autoridades. (Bastante)
e) Veio_______ ao requerimento a planta da casa a ser reformada. (anexo)

18) (Uelondrina 1996) - Assinale a letra correspondente à alternativa que preenche corretamente as lacunas da frase apresentada.

As bandeiras ...... agitavam-se, na comemoração pelos ...... conquistados.
a) alviverdes - troféis
b) alviverde - troféus
c) alvis-verdes - troféus
d) alviverdes - troféus
e) alviverde – troféis

19) (Mackenzie 1996) - I - Os brasileiros somos todos eternos sonhadores.
II - Muito obrigadas! - disseram as moças.
III - Sr. Deputado, V. Ex está enganado.
IV - A pobre senhora ficou meia confusa.
V - São muito estudiosos os alunos e as alunas deste curso.

Há uma concordância inaceitável de acordo com a gramática normativa:
a) em I e II.
b) em II, III e V.
c) apenas em II.
d) apenas em III.
e) apenas em IV.

20) (Cesgranrio 1991) - A S. PAULO

1 Terra da liberdade!
2 Pátria de heróis e berço de guerreiros,
3 Tu és o louro mais brilhante e puro,
4 O mais belo florão dos Brasileiros!

5 Foi no teu solo, em borbotões de sangue
6 Que a fronte ergueram destemidos bravos,
7 Gritando altivos ao quebrar dos ferros:
8 Antes a morte que um viver de escravos!

9 Foi nos teus campos de mimosas flores,
10 À voz das aves, ao soprar do norte,
11 Que um rei potente às multidões curvadas
12 Bradou soberbo - Independência ou morte!

13 Foi de teu seio que surgiu, sublime,
14 Trindade eterna de heroísmo e glória,
15 Cujas estátuas, - cada vez mais belas,
16 Dormem nos templos da Brasília história!

17 Eu te saúdo, ó majestosa plaga,
18 Filha dileta, - estrela da nação,
19 Que em brios santos carregaste os cílios
20 À voz cruenta de feroz Bretão!

21 Pejaste os ares de sagrados cantos,
22 Ergueste os braços e sorriste à guerra,
23 Mostrando ousada ao murmurar das turbas
24 Bandeira imensa da Cabrália terra!

25 Eia! - Caminha o Partenon da glória
26 Te guarda o louro que premia os bravos!
27 Voa ao combate repetindo a lenda:
28 - Morrer mil vezes que viver escravos!

(Fagundes Varela, O ESTANDARTE AURIVERDE. ln:___. POESIAS COMPLETAS. São Paulo, Edição Saraiva, 1956, p. 85-86.)

Assinale a opção em que a concordância nominal indicada entre parênteses NÃO é aceita pela NORMA CULTA:
a) Aprecio a cultura e a história .......... . (européia)
b) Procure sempre comprar jornais e revistas .......... . (brasileiros)
c) Esses meninos estão com os pés e as mãos .......... . (sujas)
d) Encontrei ........... as cadeiras e o sofá. (reformadas)
e) Essa professora contou-nos .......... lendas e contos. (antigos)

Há ainda mais um exercício aqui. Ele foi extraído do vestibular da UEL – Londrina no ano de 1995.

Assinale a letra correspondente à alternativa que preenche corretamente as lacunas da frase apresentada.

Deixe ..... o poder de decisão e verá que não ..... decepcionaremos.
a) conosco mesmo - o
b) com nós mesmos - lhe
c) com nós mesmos - o
d) conosco mesmo - lhe
e) conosco mesmos - o

Gostaria de receber nossa newsletter e brindes exclusivos?

Nenhum comentário :

Postar um comentário