Aprenda AGORA Português

Exercício sobre orações coordenadas e subordinadas


Os exercícios de múltipla escolha abaixo tratam de um assunto campeão nas pesquisas aqui no blog e nas buscas do Google que direcionam os leitores para cá: período composto por coordenação e período composto pos subordinação.



EXERCÍCIOS SOBRE COORDENAÇÃO E SOBRE SUBORDINAÇÃO

1) Em "Ficou talvez mais disponível, e o amor por Doroteia de Seixas o iniciou em ordem nova de sentimentos: o clássico florescimento da primavera no outono."- a vírgula separa orações coordenadas com sujeitos gramaticais ##; os dois-pontos introduzem uma ##.

Os símbolos ## devem ser trocados, respectivamente, por...

(     ) indeterminados ... síntese das informações precedentes
(     ) idênticos ... ratificação das informações precedentes
(     ) inexistentes ... retificação de informação mal definida anteriormente
(     ) distintos ... explicação de informação anterior
(     ) ocultos ... citação

2) "As mudanças na sociedade contemporânea evidenciam que esse fenômeno, a guarda compartilhada, é não somente comum, mas salutar pela convivência multifamiliar e seus arranjos, porém, não em todos os casos."
 
Qual a relação sintático-semântica expressa pelos termos destacados no enunciado acima?
 
(     ) consequência
(     ) oposição
(     ) comparação
(     ) adição
(     ) condição

3) "Nunca nasci, nunca vivi: mas eu lembro, e a lembrança é em carne viva."
 
O trecho destacado contém orações
(     ) subordinadas, sendo correto o emprego da virgula antes de “e”, já que a última oração tem sentido explicativo.
(     ) justapostas, sendo incorreto o emprego da vírgula antes de "e", já que as duas orações têm o mesmo sujeito.
(     ) coordenadas, sendo correto o emprego da vírgula antes de "e", já que a última oração tem sentido de retificação.
(     ) justapostas, sendo incorreto o emprego da vírgula antes de "e", já que as duas orações tem sujeitos diferentes.
(     ) coordenadas, sendo correto o emprego da vírgula antes de "e", já que as orações têm sujeitos diferentes.

4) Há período composto em:
(     ) "Ao lado da dissertação, deveria restaura também o prestígio da tabuada."
(     ) "... o mesmo não se pode dizer de outros engenhos."
(     ) "Temos aí, reproduzido, com a máxima fidelidade, o diálogo."
(     ) "Aí, então, podem contar comigo para aplaudir a máquina”
(     ) "A ojeriza pelo idioma nacional já estava ultrapassando os limites toleráveis."

5) Observe os períodos abaixo, diferem quanto à pontuação.
Adoeci logo; não me tratei.
Adoeci; logo não me tratei.
A observação atenta desses períodos permite dizer que:
(     ) no primeiro, logo é um advérbio de tempo. No segundo, uma conjunção causal.
(     ) no primeiro, logo é uma palavra invariável segundo, uma palavra variável.
(     ) no primeiro, as orações estão coordenadas sem a presença de conjunção; no segundo, com a presença de uma conjunção conclusiva.
(     ) no primeiro, as orações estão coordenadas com a presença de conjunção; no segundo, sem conjunção alguma.
(     ) no primeiro, a segunda oração indica alternância; no segundo, a segunda oração indica conse¬quência.

6) Considere as frases abaixo:
 
1.  Ao chegar a partilha, estava encalacrado, e na hora das contas davam-lhe uma ninharia.
2.  Pouco a pouco o ferro do proprietário queimava os bichos de Fabiano.
3.  Não se descobriu o erro, e Fabiano perdeu os estribos.
4.  Passar a vida inteira assim no toco, entregando o que era dele de mão beijada!
5.  O amo abrandou, e Fabiano saiu de costas, o chapéu varrendo o tijolo.

Pode-se afirmar que temos orações coordenadas sindéticas aditivas em:
 
(     ) 1, 2 e 3;
(     ) 1, 3 e 4;
(     ) 1, 3 e 5;
(     ) 2, 4 e 5;
(     ) n.d.a.

7) "Todos os dias esvaziava uma garrafa, colocava dentro sua mensagem, e a entregava ao mar. Nunca recebeu resposta. Mas tornou-se alcoólatra." (Marina Colasanti)
 
O conectivo mas, que introduz a conclusão do conto - tornou-se alcoólatra -, permite a seguinte interpretação:

I.  personagem  tornou-se  alcoólatra   porque nunca recebeu uma resposta.
II. O fato aconteceu porque a personagem escreveu muitas mensagens,
III. A solidão sem remédio tem sempre como consequência o vício.
IV. Esvaziou muitas garrafas. Enviou muitas mensagens. Não recebeu resposta. Mas, como tinha bebido todos os dias, tornou-se alcoólatra.

Analise as afirmações e, a seguir, assinale a alternativa correta.
 
(     ) Somente a afirmação IV está correta.
(     ) Somente a afirmação I está correta.
(     ) Somente as afirmações I e II estão corretas.
(     ) Somente a afirmação III está correta.
(     ) Somente as afirmações II e III estão corretas.

Gostaria de receber nossa newsletter e brindes exclusivos?

3 comentários :

  1. nao gostei achei meio imcompleto o trabalho, uma dica: melhorar na produção do texto, achei vários erros

    ResponderExcluir