Aprenda AGORA Português

Vestibular da FUVEST – exercícios com gabarito [2]


Mais uma vez, uma série de exercícios aplicados pela FUVEST em seus vestibulares. Use-os para estudar e passar no vestibular de sua preferência.

1)

1.Uma andorinha não faz verão.
2.Nem tudo o que reluz é ouro.
3.Quem semeia ventos colhe tempestades.
4.Quem não tem cão caça com gato.

As idéias centrais dos provérbios acima são:
a) solidariedade, aparência, vingança, dissimulação.
b) cooperação, aparência, punição, adaptação.
c) egoísmo, ambição, vingança, falsificação.
d) cooperação, ambição, conseqüência, dissimulação.
e) solidão, prudência, punição, adaptação.

2)  Escolha a alternativa que preenche corretamente as lacunas :

“Espanta-me e intriga-me ver a grande _________ existente entre pessoas de temperamentos tão _________ .”

a) afinidade similares.
b) distância díspares.
c) compreensão afins.
d) afinidade díspares.
e) animosidade - irascíveis.

3)  Escolha a alternativa que preenche corretamente as lacunas :

“No último _______ da orquestra sinfônica, houve __________________ entre os convidados, apesar de ser uma festa _________.”

a) conserto flagrantes descriminações beneficente.
b) concerto flagrantes discriminações beneficiente.
c) conserto flagrantes descriminações beneficiente.
d) concerto fragrantes discriminações beneficente.
e) concerto flagrantes discriminações beneficente.

4)  Escolha a alternativa que preenche corretamente as lacunas:

“________ em ti ; mas nem sempre ________ dos outros.”

a) Creias duvides.
b) Crê duvidas.
c) Creias duvidas.
d) Creia duvide.
e) Crê duvides.

5)  Escolha a alternativa que preenche corretamente as lacunas :

“De _____ muito, ele se desinteressou em chegar a ocupar cargo tão importante. _____ coisas mais simples na vida e que valem mais que a posse momentânea de certos postos de relevo ______ que tantos ambicionam por amor ______ ostentação.”

a) a Há à à.
b) há As a a.
c) há Há a à.
d) a Hão a à.
e) Há A a a.

6)  Escolha a alternativa que preenche corretamente as lacunas.

Ele _____ a seca e _____ a casa de mantimentos.

a) preveu proveu
b) prevera provira
c) previra proviera
d) preveu provera
e) previu – proveu

7)

“Se você vai agora, nunca saberá se dissemos a verdade a eles e qual foi sua reação ao se verem diante daquela descoberta.”

No texto acima a partícula se é, respectivamente:
a) conjunção condicional, conjunção condicional, partícula apassivadora
b) conjunção integrante, partícula expletiva, partícula apassivadora
c) conjunção integrante, pronome reflexivo, pronome reflexivo
d) conjunção condicional, conjunção integrante, pronome reflexivo
e) conjunção condicional, conjunção integrante, partícula apassivadora

8)  No texto “Acho-me tranqüilo sem desejos, sem esperanças. Não me preocupa o futuro.” Os termos sublinhados são respectivamente:
a) predicativo, objeto direto, sujeito
b) predicativo, sujeito, objeto direto
c) adjunto adnominal, objeto direto, sujeito
d) predicativo, objeto direto, objeto indireto
e) adjunto adnominal, objeto indireto, objeto direto

9)  Classifique as orações grifadas no período abaixo.

“Ao analisar o desempenho da economia brasileira, os empresários afirmaram que os resultados eram bastante razoáveis, uma vez que a produção não aumentou, mas também não caiu.”

a) principal, subordinada adverbial final
b) subordinada adverbial temporal, subordinada adjetiva restritiva
c) principal, subordinada substantiva objetiva direta
d) subordinada adverbial temporal, subordinada substantiva objetiva direta
e) subordinada adverbial temporal, subordinada substantiva subjetiva

10)  Indique a informação errônea acerca da série de palavras lado, ledo, lido, lodo e ludo.
a) Todas são dissílabas e paroxítonas.
b) Todas terminam por uma vogal átona.
c) Nelas estão exemplificados todos os fonemas vocálicos da língua portuguesa.
d) Todas são formadas de duas consoantes sonoras e de duas vogais orais.
e) Apenas uma é forma verbal.

11)  Assinale a alternativa onde o pronome pessoal está empregado corretamente.
a) Este é um problema para mim resolver.
b) Entre eu e tu não há mais nada.
c) A questão deve ser resolvida por eu e você.
d) Para mim, viajar de avião é um suplício.
e) Quando voltei a si, não sabia onde me encontrava.

12)  Escolha a alternativa em que o texto é apresentado com a pontuação mais adequada.
a) Depois que há algumas gerações, o arsênico deixou de ser vendido, em farmácia, não diminuíram os casos de suicídio, envenenamento criminoso, mas aumentou e quanto... o número de ratos.
b) Depois que há algumas gerações o arsênico, deixou de ser vendido em farmácia, não diminuíram os casos de suicídio ou envenenamento criminoso, mas aumentou: e quanto: o número de ratos.
c) Depois que, há algumas gerações, o arsênico deixou de ser vendido em farmácias, não diminuíram os casos de suicídio ou envenenamento criminoso, mas aumentou e quanto ! - o número de ratos.
d) Depois que há algumas gerações o arsênico deixou de ser vendido em farmácia não diminuíram os casos de suicídio, ou envenenamento criminoso, mas aumentou, e quanto o número de ratos.
e) Depois que, há algumas gerações o arsênico deixou de ser vendido em farmácia, não diminuíram os casos de suicídio, ou envenenamento criminoso, mas aumentou ; e quanto, o número de ratos !

13)

1.“O sertanejo é antes de tudo um forte.”
2.“Viver é muito perigoso.”
3.“Ao vencedor, as batatas.”
4.“Navegar é preciso, viver não é preciso.”

Os autores das frases acima são respectivamente:
a) Euclides da Cunha, Guimarães Rosa, Machado de Assis, Fernando Pessoa
b) Guimarães Rosa, Jorge Amado, Machado de Assis, Camões
c) Euclides da Cunha, Eça de Queirós, Monteiro Lobato, Castro Alves
d) Monteiro Lobato, José de Alencar, Guimarães Rosa, Fernando Pessoa
e) José de Alencar, Jorge Amado, Eça de Queirós, Camões

14)  Poeta, nascida no Rio de Janeiro, escreveu, além de obras para crianças, o Romanceiro da Inconfidência.
Ela é:
a) Lígia Fagundes Teles
b) Marília de Dirceu
c) Raquel de Queirós
d) Henriqueta Lisboa
e) Cecília Meireles

15)  Dos poetas românticos abaixo relacionados, indique o que está mais próximo do Parnasianismo, quer pelos anos em que viveu, quer por palavras características mencionadas.
a) Gonçalves Dias (sabor clássico da expressão; gosto pelos poemas dramatizados)
b) Castro Alves (emprego do verso alexandrino; aproveitamento da sonoridade dos nomes próprios
c) Álvares de Azevedo (interesse pela filosofia; subjetivismo)
d) Fagundes Varela ( descrição da natureza; emprego de versos brancos)
e) Casimiro de Abreu (sentimentalismo; simplicidade infantil)

16)

1.“Uma sede horrível queimava-lhe a garganta. Procurou ver as pernas e não as distinguiu: um nevoeiro impedia-lhe a visão. Pôs-se a latir e desejou morder Fabiano.”

2.“O alarido cresceu, uma altercação violenta; depois fragor de luta, o estrondo de uma mesa tombando. Depois gritos de socorro; mais gritos; a voz de Aristarco, ajuda, dando ordens como em combate.”

3.“Rita havia parado em meio do pátio (...) Irrequieta, saracoteando o atrevido e rijo quadril baiano, respondia para a direita e para a esquerda, pondo à mostra um fio de dentes claros e brilhantes.”

Os trechos são respectivamente dos seguintes romances:
a) Vidas Secas, D. Casmurro, Fruta do Mato
b) Vidas Secas, O Ateneu, O Cortiço
c) O Mulato, O Cortiço, Cabocla
d) Quincas Borba, O Ateneu, Senhora
e) Memórias do Cárcere, D. Casmurro, Senhora

17)

1.“Uma sede horrível queimava-lhe a garganta. Procurou ver as pernas e não as distinguiu: um nevoeiro impedia-lhe a visão. Pôs-se a latir e desejou morder Fabiano.”

2. “O alarido cresceu, uma altercação violenta; depois fragor de luta, o estrondo de uma mesa tombando. Depois gritos de socorro; mais gritos; a voz de Aristarco, ajuda, dando ordens como em combate.”

3.“Rita havia parado em meio do pátio (...) Irrequieta, saracoteando o atrevido e rijo quadril baiano, respondia para a direita e para a esquerda, pondo à mostra um fio de dentes claros e brilhantes.”

Os trechos transmitem respectivamente noções de:
a) sensação, som, movimento
b) cor, espaço, sensação
c) forma, cor, tempo
d) movimento, forma, som
e) espaço, tempo, luz

18)  “No mar, tanta tormenta e tanto dano,
Tantas vezes a morte apercebida;
Na terra, tanta guerra, tanto engano,
Tanta necessidade aborrecida!
Onde pode acolher-se um fraco humano,
Onde terá segura a curta vida,
Que não se arme e se indigne o Céu sereno
Contra um bicho da terra tão pequeno?”

Nessa estrofe, Camões
a) exalta a coragem dos homens que enfrentam os perigos do mar e da terra.
b) considera quanto deve o homem confiar na providência divina que o ampara nos riscos e adversidades.
c) lamenta a condição humana ante os perigos, sofrimentos e incertezas da vida.
d) propõe uma explicação a respeito do destino do homem.
e) classifica o homem como um bicho da terra, dada a sua agressividade.

19)  “No mar, tanta tormenta e tanto dano,
Tantas vezes a morte apercebida;
Na terra, tanta guerra, tanto engano,
Tanta necessidade aborrecida!
Onde pode acolher-se um fraco humano,
Onde terá segura a curta vida,
Que não se arme e se indigne o Céu sereno
Contra um bicho da terra tão pequeno?”

Na oração “Onde terá segura a curta vida...”
a) o adjetivo segura é predicativo do objeto vida.
b) o adjetivo curta é adjunto adnominal do sujeito vida.
c) os dois adjetivos segura e curta são adjuntos do substantivo vida.
d) o adjetivo segura está empregado com valor de adjunto adverbial.
e) os adjetivos segura e curta são predicativos do sujeito vida.

20)  “No mar, tanta tormenta e tanto dano,
Tantas vezes a morte apercebida;
Na terra, tanta guerra, tanto engano,
Tanta necessidade aborrecida!
Onde pode acolher-se um fraco humano,
Onde terá segura a curta vida,
Que não se arme e se indigne o Céu sereno
Contra um bicho da terra tão pequeno?”

No texto indigne é
a) verbo irregular cujo acento tônico está na sílaba representada pela letra g.
b) forma verbal da 3ª pessoa do imperativo negativo.
c) verbo transitivo empregado na voz reflexiva.
d) verbo intransitivo com sujeito indeterminado mediante a partícula se.
e) verbo transitivo contemplado pelo objeto direto o Céu sereno.

21)  “No mar, tanta tormenta e tanto dano,
Tantas vezes a morte apercebida;
Na terra, tanta guerra, tanto engano,
Tanta necessidade aborrecida!
Onde pode acolher-se um fraco humano,
Onde terá segura a curta vida,
Que não se arme e se indigne o Céu sereno
Contra um bicho da terra tão pequeno?”

Das palavras abaixo, extraídas do texto, indique aquela cuja análise está correta.
a) tanto advérbio de quantidade
b) onde pronome relativo
c) que pronome interrogativo
d) contra conjunção subordinativa
e) tão advérbio de intensidade

22)  Camões
a) nasceu no dia 10 de junho de 1580.
b) escreveu uma epopéia publicada no ano de 1572.
c) tomou a Divina Comédia como modelo de seu poema.
d) foi amigo de Gil Vicente, com que conviveu na corte.
e) esteve na Itália, de onde levou para Portugal os princípios da estética clássica.

23)  Todo o Mundo Folgo muito denganar
e mentir nasceu comigo.
NinguémEu sempre verdade digo
sem nunca me desviar.
(Berzebu para Dinato)
Berzebu- Ora escreve lá, compadre,
não sejas tu preguiçoso!
Dinato- Quê!
Berzebu- Que Todo o Mundo é mentiroso
e ninguém diz a verdade.
Auto da Lusitânia Gil Vicente

No texto, Todo o Mundo e Ninguém constituem tipos
a) arcaicos.
b) alegóricos.
c) amorais.
d) políticos.
e) religiosos.

24)  Todo o Mundo Folgo muito denganar
e mentir nasceu comigo.
NinguémEu sempre verdade digo
sem nunca me desviar.
(Berzebu para Dinato)
Berzebu- Ora escreve lá, compadre,
não sejas tu preguiçoso!
Dinato- Quê!
Berzebu- Que Todo o Mundo é mentiroso
e ninguém diz a verdade.
Auto da Lusitânia Gil Vicente

O texto afirma que
a) todo o mundo é mentiroso.
b) Ninguém é mentiroso.
c) todo o mundo diz a verdade.
d) ninguém diz a verdade.
e) Todo o Mundo é mentiroso.

GABARITO DOS EXERCÍCIOS DO VESTIBULAR DA FUVEST

1 B, 2 D, 3 E, 4 E, 5 C, 6 E, 7 D, 8 A, 9 D, 10 C, 11 D, 12 C, 13 A, 14 E, 15 B, 16 B, 17 A, 18 C, 19 A, 20 C, 21 E, 22 B, 23 B, 24 E

Insira aqui o seu email para receber gratuitamente as atualizações do blog!

Não se esqueça de confirmar sua opção lá no seu e-mail!

Nenhum comentário :

Postar um comentário