Aprenda AGORA Português

Critérios para correção de redação dissertativa


regras_de_correção_de_redaçãoUma das maiores dificuldades daqueles que avaliam textos é estabelecer critérios justos para a correção das redações. Falar em critérios justos é, por si só, injusto porque a correção não é, nem deve ser, algo objetivo. Há erros e erros. Entendem? Para o aluno é difícil entender, na maioria das vezes, a diferença no peso de um erro de acentuação se comparado a um erro de regência com um verbo que muda de significação dependendo da transitividade. Por isso mesmo é necessário, no caso do professor ou mesmo de uma equipe de correção de redações, que se crie uma relação de confiança e que o trabalho seja muito bem feito para que a credibilidade da equipe se mantenha e, se possível, até amente. Isso toma maior proporção ainda quando estamos fazendo revisões para a prova do Enem 2013 e dando dicas de como fazer um texto nota 10 no Enem. Isso porque o ano passado foi marcado por situações bastante constrangedoras em relação à correção da redação. Não entrarei no Mérito da questão, mas não me calo diante da possibilidade de ver alunos meus achando que aquilo ali é uma brincadeira sem maiores consequências. Por isso mesmo, este esquema de pontuação de redação pressupõe que o objeto analisado seja um texto dissertativo e a nota máxima seja 10, 0 pontos. Mas nada impede que você faça suas adaptações não só no valor da atividade como na eliminação de alguns dos critérios intermediários.

Mãos à obra, amigos.

Critérios de correção de Redação

TEMA e DESENVOLVIMENTO (4,0)

Este critério avalia se o aluno (a):

a) fez um texto adequado à modalidade exigida e ao tema proposto, seguindo as instruções de cada proposta;

b) elaborou discussão coerente ao tema - com exposição e desenvolvimento de argumentos consistentes e inventivos e chegou à conclusão adequada às ideias expostas.

PONTUAÇÃO:

  • ZERO: fuga total ao tema e/ou ao tipo de texto.
  • 0,5: abordagem inadequada do tema proposto (desobediência a algum item da "Instruções", restrição a um aspecto do tema ou abordagem abrangente demais, ou seja, problemas de desvio do tema.
  • 1,0: abordagem adequada à modalidade exigida, ao tema proposto e às instruções da proposta, mas com falta de tese ou com argumentação falha (exposição de fatos, sem nenhum esboço de opinião); problemas de linguagem ou de elaboração do fluxo de ideias que comprometam a compreensão do texto; presença de termo que indique diálogo com leitor (na dissertação).
  • 1,5: abordagem adequada à modalidade exigida, ao tema proposto e às instruções da proposta. Textos em que não se percebam análises verdadeiramente pessoais, argumentos verdadeiramente consistentes.
  • 2,0: abordagem adequada à modalidade exigida, ao tema proposto e às instruções da proposta. Desenvolvimento da argumentação com tentativa de apresentar inferências, análises acerca do tema, ainda que o resultado seja pouco substancial.
  • 2,5: abordagem adequada à modalidade exigida, ao tema proposto e às instruções da proposta. Bom aproveitamento das informações da coletânea com mais de uma tentativa de apresentar inferências, análises acerca do tema, ainda que essas inferências sejam pouco substanciais.
  • 3,0: abordagem adequada à modalidade exigida, ao tema proposto e às instruções da proposta. Argumentação desenvolvida com bom aproveitamento das informações da coletânea e com inferências acerca do tema, sendo que tais inferências são substanciais.
  • 4,0: abordagem adequada à modalidade exigida, ao tema proposto e às instruções da proposta. Argumentação desenvolvida, consistente e inventiva, revelando capacidade de confrontar diferentes pontos de vista, de relacionar e hierarquizar argumentos e informações.

ESTRUTURA (3,0)

Avalia-se neste item se o aluno:

a) estrutura o texto de maneira adequada à modalidade dissertativa (introdução, desenvolvimento e conclusão);

b) estabelece ligações lógicas entre as partes do texto (parágrafos, períodos, orações);

c) elabora parágrafos de desenvolvimento adequados à estrutura padrão (tópico frasal, desenvolvimento e desfecho)

PONTUAÇÃO:

  • ZERO: falhas graves nos aspectos contemplados em A, B e C.
  • 1,0: falhas graves nos aspectos B e C, principalmente contradições entre as partes do texto.
  • 1,5: texto minimamente articulado, mas com relações equivocadas entre períodos e parágrafos, prejudicando o sentido do texto; graves transgressões à estrutura do parágrafo padrão (ausência de tópico frasal, tópico frasal totalmente contrário à discussão, mau uso de exemplos (como base de todo o parágrafo, no lugar do argumento; trata-se, na verdade, de uma infração grave da estrutura do parágrafo padrão, que também compromete a argumentação).
  • 2,0: texto minimamente articulado, mas com algumas falhas nas relações entre períodos e parágrafos, prejudicando o sentido do texto; desvios à estrutura do parágrafo padrão (ausência de tópico frasal, tópico frasal totalmente contrário à discussão; mau emprego de exemplos.
  • 2,5: texto articulado; pouquíssimos problemas de articulação entre períodos e parágrafos; obediência à estrutura do parágrafo padrão.
  • 3,0: texto bem articulado; ótima relação entre períodos e parágrafos; obediência à estrutura do parágrafo padrão.

111. EXPRESSÃO (3,0)

Avalia-se neste item se o aluno:

a) Domínio da norma culta da língua;

b) Clareza nas construções sintáticas e emprego de vocabulário adequado.

PONTUAÇÃO:

  • ZERO: texto com falhas muito graves nos aspectos A e B.
  • 1,0: texto com algum domínio do padrão normativo da língua, mas com graves desvios sintéticos e vocabular que prejudicam seriamente o sentido do texto; cópia de trechos da proposta
  • 1,5: texto com certo domínio do padrão normativo da língua, mas com problemas de construção sintática (orações incompletas, excesso de subordinação); inadequação vocabular (termos imprecisos, vagos, coloquiais, recorrência a clichés, frases feitas) que prejudicam o sentido do texto.
  • 2,0: texto com mínimo domínio do padrão normativo da língua com construções sintáticas claras, mas com problemas de adequação vocabular que ainda prejudicam em alguma escala o sentido do texto.
  • 2,5: texto cem bom domínio do padrão culto da língua (pouquíssimos desvios gramaticais) e vocabulário adequado.
  • 3,0: texto com ótimo domínio da norma culta da língua (construções sintáticas bem elaboradas, emprego vocabular - demonstrando estilo e originalidade).

Gostaria de receber nossa newsletter e brindes exclusivos?

Nenhum comentário :

Postar um comentário