Aprenda AGORA Português

Uma revisão sobre classes de palavras


Você já parou pra pensar em quais são as classes de palavras da Língua Portuguesa? São elas:

  • Substantivo
  • Artigo
  • Pronome
  • Advérbio
  • Conjunção
  • Adjetivo
  • Numeral
  • Verbo
  • Preposição
  • Interjeição

Casal-conversando-leitura

Substantivo

Substantivo é a classe variável que nomeia objetos, pessoas, sentimentos, lugares, ação, estado…

Classificação:

1)  Substantivo abstrato: Nomeiam ações, estados, sentimentos, qualidades...Dependem de  outros seres para existir. Não é possível visualizá-los. Ex.:alegria, tristeza

2) Substantivo concreto: Nomeiam objetos, lugares, pessoas, animais...Podem ser visualizados. Ex.: Carmem, mesa, urso
Nota: Quando se quer visualizar alegria posso desenhar um sorriso, por exemplo, mas não a alegria.

3) Substantivo simples: Formados por apenas um radical. Ex.: cabra, tempo

4) Substantivo composto: Formados por mais de um radical. Ex.: cabra-cega, passatempo

5) Substantivo comum: Qualquer ser da espécie. Ex.: rua, praça, mulher

6) Substantivo   próprio: Um ser específico da espécie. Ex.: rua Rio de Janeiro, praça Duque de Caxias, Isabela

7) Substantivo primitivo: Criam outras palavras. Ex.: terra, casa

8) Substantivo derivado: São criados a partir de outras palavras. Ex.: terreiro, aterrar; casebre, casinha

9) Substantivo coletivo: Os substantivos coletivos transmitem a noção de plural, embora sejam grafados no singular. Nomeiam um agrupamento de seres da mesma espécie.
Ex.: Antologia = de trechos literários;  Assembleia = de parlamentares, associados Baixela = de objetos de mesa Banca = de examinadores

Número:

Formação do plural nos substantivos simples.

  • Regra geral: o plural é formado pelo acréscimo da desinência -s. Ex.: mapa/mapas, degrau/degraus
  • Terminados em -ão: plural em -ões, -ães ou ãos. Ex.: questão/questões, capitão/capitães, irmão/irmãos
  • Terminados em -r, -z: acréscimo de -es. Ex.: bar/bares, raiz/raízes
  • Terminados em -s: acréscimo de -es quando forem oxítonos;  invariáveis quando não forem
    oxítonos. Ex.: país/países, lápis/lápis
  • Terminados em -l: substitui-se o -l por -is. Ex.: anel/anéis, álcool/álcoois Exceções: mal/males, cônsul/cônsules
    Nota: Os substantivos terminados em -il flexionam-se de forma diferente: quando oxítonos, trocam o -l por -s (fuzil/fuzis), quando paroxítonos, trocam -il por -eis (projétil/projéteis).
  • Terminados em -m: trocam -m por -ns. Ex.: atum/atuns, álbum/álbuns
  • Terminados em -x: são invariáveis. Ex.: látex/látex, xerox/xerox
  • Terminados em -zito, -zinho: pluraliza-se a palavra primitiva sem o -s e a terminação. Ex.: balão + zinho = balõe(s) + zinhos/ balõezinhos

Formação do plural dos substantivos compostos.

1) As duas palavras vão para o plural quando ela for formada por:
a) SUBSTANTIVO + SUBSTANTIVO:-Ex.:- tenente-coronel = tenentes-coronéis
b) SUBSTANTIVO + ADJETIVO:-Ex.:- amor-perfeito = amores-perfeitos
c) ADJETIVO + SUBSTANTIVO :-Ex.:- livre-pensador = livres-pensadores
d) NUMERAL + SUBSTANTIVO:-Ex.:- quinta-feira = quintas-feiras

2) Só a primeira palavra vai para o plural quando as duas palavras são ligadas por preposição: Ex.: pé-de-moleque = pés-de-moleque
Observação: Quando a segunda palavra limita ou determina a primeira palavra, somente a primeira flexiona.
Ex.: pombo-correio = pombos-correio ( Modernamente usa-se os dois elementos no plural)

3) Só a segunda palavra vai para o plural quando:

a) Com PALAVRAS REPETIDAS e SONS IMITATIVOS DE VOZES OU RUÍDOS: Ex.:- tico-tico = tico-ticos
Exceção: Quando a formação da palavra for constituída de FORMAS VERBAIS REPETIDAS , os dois elementos flexionam.
Ex.: corre-corre = corres-corres
b) Quando a primeira palavra for invariável. Ex.: sempre-viva = sempre-vivas

c) VERBO + SUBSTANTIVO :-Ex.: o saca-rolha = os saca-rolhas

4)- As duas palavras não vão para o plural com :-a) VERBO + ADVÉRBIO :Ex.:- o bota-fora = os bota-fora

* Alguns casos especiais que fogem da regra :-
os louva-a-deus      os diz-que-diz        os bem-te-vis         os bem-me-queres        os joões-ninguém os arco-íris

Gênero:

Quanto ao gênero, os substantivos podem ser:
1) Biformes: possuem duas formas, uma para o feminino e outra para o masculino. Ex.: gato/gata, cabra/bode
2)  Uniformes: possuem apenas uma forma para os dois gêneros. Os substantivos uniformes se subdividem em:
•     Epicenos:  uma só forma para os dois gêneros, a distinção é feita pelas palavras macho e fêmea.
Ex.: formiga macho/formiga fêmea, cobra macho/cobra fêmea
•     Comuns de dois gêneros:  uma só forma para os dois gêneros, a distinção é feita pelo determinante (artigo, pronome, adjetivo...).
Ex.: a pianista/ o pianista, belo colega/ bela colega
•     Sobrecomuns: uma só forma para os dois gêneros, não é possível fazer a distinção pelos determinantes. A distinção pode ser feita pela expressão:  do sexo masculino/ do sexo feminino.
Ex.: a pessoa, a criatura, a criança, o cônjuge

Grau:

É a possibilidade de indicar o tamanho do ser que nomeia.
Os substantivos podem estar em três graus:
•     normal
•     aumentativo
•     diminutivo
As variações de grau podem ser feitas de duas formas:
Analítica: Acréscimo de um adjetivo: casa pequena/grande, pé pequeno/grande
Sintética: Acréscimo de um sufixo: casinha-casebre/, pezinho/pezão

Nota: Alguns sufixos utilizados na formação do grau sintético:

Grau diminutivo: -inho, -zinho, -ebre, -im, -acho, -ejo, -eta, -ote...
Grau aumentativo: -ona, -ázio, -aça, -az, -arra...
Ex.: amorzinho, riacho, lugarejo Ex.: bocarra, copázio, mulherona

Nota: A variação de grau dos substantivos pode trazer um efeito especial ao contexto. O diminutivo muitas
vezes expressa carinho, afeto, menosprezo...

(Que   gatinho   lindo!;   Que   mulherzinha  vulgar!).   O   aumentativo   pode   expressar   brutalidade,
desprezo...(Ele tem o maior narigão!)

Nos próximos artigos veremos outras classes gramaticais.

Insira aqui o seu email para receber gratuitamente as atualizações do blog!

Não se esqueça de confirmar sua opção lá no seu e-mail!

Nenhum comentário :

Postar um comentário